Pátria Amada Brasil

  Érica, 17 anos, usuária de drogas; Xantal, vendendo crack na porta da escola; Sônia Santos, não voltou mais para casa Foi para o trabalho, ninguém sabe de mais nada; Joana, um hematoma a cada dia; Eduardo, com uma infância sofrida No semáforo pede uns trocados, Nas ruas, um talento desperdiçado; João, analfabeto e bóia-fria; … Continue lendo