Bob Dylan: você conhece e (talvez) não sabia | Versões covers brasileiras e internacionais

Você conhece músicas do Bob Dylan, mas (talvez) não sabia. Sim, isso mesmo! E além disso, existem algumas versões das músicas do grande poeta e mestre do folk, que ficaram muito conhecidas em versões covers de outras bandas. Vou iniciar nossa jornada musical com as versões brasileiríssimas. Então, preparado? Vamos lá:

Zé Ramalho é um grande fã de Bob Dylan, tanto que até fez um disco centrado em sua obra, chamado “Tá tudo mudado”. Uma versão cover das músicas do Dylan que ficou famosíssima na voz do Zé Ramalho aqui no Brasil, foi a “Bate Na Porta do Céu”. Essa eu tenho certeza que você já ouviu:

Uma versão tupiniquim lançada recentemente é a “Tanto”, interpretada pela banda pop-rock mineira, Skank. A música é uma versão de “I Want You” de Dylan, numa pegada menos folk, sem mudar muito seu sentido e essência da versão em inglês.

Caetano Veloso, conhecido como “Caê” pelos mais íntimos, ao longo de suas quatro décadas de sucesso regravou algumas músicas de diversos artistas. Entre eles, a versão de “Jokerman” tomou espaço nas rádios brasileiras. Das versões covers e brasileiríssimas, esta versão é uma das que gosto mais:

Renato Russo, com o seu primeiro disco solo o “The Stonewall Celebration Concert”, nos deixou esta versão escondidinha da ”If You See Him, Say Hello”. Esta versão não segue fielmente a original, mas vale a pena ouvir:

Diana Pequeno, cantora dos anos 70 com voz melodiosa, foi bastante elogiada pela crítica ao interpretar a versão “Blowin’ In The Wind”, de Bob Dylan.  Essa versão dela em português é lindíssima e foi regravada atualmente por Karina Burh, que particularmente acho o timbre até que um pouco parecido e gostoso de ouvir :

A queridíssima Gal Costa, diva e dona de um timbre inconfundível também lançou uma versão em 1977 de uma música de Dylan. Nomeada de “Negro Amor”, a versão de “It’s all over now, baby blue” tem tradução de Caetano Veloso e do compositor Péricles Cavalcanti. Anos depois, essa mesma versão em português foi interpretada pelos roqueiros gaúchos da banda Engenheiros do Havaí.
Engenheiros do Havaí:

E das bandas internacionais, uma das músicas que mais fez sucesso foi “Knocking on Heavens Door“, com a interpretação e voz “rasgada” de Axl Rose dos Guns N’ Roses.

Like a Rolling Stone” na versão dos lendários Rolling Stones, não poderia ficar de fora desta lista, obviamente. Eu só resumo em uma palavra: Sen-sa-cio-nal! E o clipe é muito bom também:

Aos amantes do reggae, a versão de estúdio por Jimmy Cliff da canção “A Hard Rain´s a-Gonna Fall“, é genial! Já ouviu?

Jimi Hendrix, em 1968, regravou a “All along the watchtower” do álbum de Bob Dylan chamado “John Wesley Harding”, no entanto, a versão de Hendrix fez mais sucesso que a do próprio criador e foi considerado o melhor cover da história do rock n’ roll. Ouça e me diga se estão certos:

O ex-Beatle George Harrison, também amigo de Dylan, regravou” If Not For You” em 1970. Adoro versões acústicas e esta na voz de Harrison é memorável:

Sou super fã da Nina Simone. Nina, tem um timbre maravilhoso e interpretou algumas músicas do Dylan, como “The Ballad of Hollis Brown”, “Just Like a Woman” e a versão que mais gosto:  “I Shall be Released“. Sua voz bela e inconfundível, acompanhada de seu piano torna esta última versão mais encorpada de sentimentos.

The Byrds, aquela banda que misturava pop com folk nos anos 60/70 eletrificou a música “Mr. Tambourine Man” de Dylan e ficou no primeiro lugar na Billboard em 65, ano em que a música foi regravada. Além dessa, “You Ain’t Goin’ Nowhere” também foi interpretada pelo grupo e ganhou destaque na época.

Ok, você está achando estas versões um pouco “calminhas” demais, não é? Dylan foi um dos percussores das letras de protestos nas músicas. Vamos ouvi-lo então, com a música “Maggie’s Farm” na versão Hard Core do Rage Against the Machine (álbum Renegades):

E a versão agitadinha da banda de punk-rock  Mariachi El Bronx, com a versão de “Love Sick

E Adele com “Make You Feel My Love” (sim, é do Dylan) do álbum  “Time Out of Mind”, foi regravada também por Billy Joel e Garth Brooks:

A dupla White Stripes, em seu primeiro álbum, regravou “One more cup of Coffee“. A versão tem uma pegada mais envolvente que a original. Se não conhece, vamos ver se você gosta:

It Ain’t me Babe” foi um música “ renegada” por Dylan por ser uma letra em resposta a um relacionamento que teve com Suze Rotolo. Anos depois, foi gravada por Johnny Cash e, aqui no Brasil, pela cantora e compositora Mallu Magalhães. Escute a versão de Cash que é sensacional:

Cash fez vários outro covers de Dylan, mas a versão que mais gosto é “Don’t Think Twice”:

O trio norte-americano Yo La Tengo, tem uma versão legal de “Fourth Time Around“. A canção está na trilha sonora do filme ‘I’m not There’ sobre a história e legado do Dylan. Play!

 

Também da trilha sonora do fodástico filme I’m Not There, a versão refinada de Cat Power de “Stuck Inside Mobile with the Memphis Blues Again” é autêntica e deliciosa de ouvir:

Os punk-rocker’s do Ramones também se aventuraram com uma versão de Dylan. A música “My Back Pages”, do álbum de 1964 “Another side  of Bob Dylan” é mais uma letra de protestos do artista, sendo a última a ser incluída neste belíssimo álbum. Já a versão dos cabeludos nova iorquinos, tirou essa cara “folk” e ficou um pouco mais agitada:
I’ll Keep It With Mine” foi escrita por Dylan especialmente para Nico. Na gravação, teve uma nítida, mas pequena ajudinha de Warhol. Cá entre nós, o resultado ficou demais! Escuta só:

Fazendo esta pesquisa, descobri esta versão linda de “Foot of Pride“, interpretado por Lou Reed. Não vou comentar nada, apenas escute e tire suas próprias conclusões:
Para finalizar este post com chave de ouro: Eddie Vedder e a pesadíssima “Masters Of War“:
Em fevereiro de 2012 foi lançado o CD Chimes of Freedom, com várias versões de artistas cantando Bob Dylan. O cd é parte das comemorações do aniversário de 50 anos da Anistia Internacional. Quer ouvir? Acesse a página do  Amnesty International´s no Facebook para escutar as 72 músicas gravadas. Tem Queens Of The Stone Age, Rise Against, Cage The Elephant, The Gaslight Anthem, Miles Cyrus, Ke$ha, Elvis Costello entre outros.

E aí, gostou? Se lembrar de mais algum comente aí 😉

Quem tiver conta no Spotify pode ouvir a playlist aqui:

Anúncios
Comments
7 Responses to “Bob Dylan: você conhece e (talvez) não sabia | Versões covers brasileiras e internacionais”
  1. deivid disse:

    Velho.. Muito bom! Mas faltou Neil Young com All Along the Watchtower e Jeff Healley com When the night start fallen

  2. pimenta disse:

    faltou fagner com romance in durango

  3. Theo disse:

    Olá amigo. Não podemos esquecer de Dylanesque, que Bryan Ferry fez há alguns anos com excelentes interpretações. Abraços a todos.

  4. ROB disse:

    BELEZA OBRIGADO E LEGAL LEER GENTE QUE SABE DE MUSICA PRA CARAS COMO EU QUE GOSTO MUITO MAS NAO SEI NADA TO APRENDENDO E SOBRE TUDO GOZANDO DESSA SABEDORIA OBRIGADO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: